top of page

Remap vs. Piggyback: O Confronto Entre Dois Métodos de Melhoria de Desempenho Automotivo


Quando se trata de aumentar o desempenho de um veículo, os entusiastas de automóveis têm uma variedade de opções à disposição. Duas das abordagens mais populares são o remapeamento (ou chip tuning) e o sistema piggyback. Ambos têm como objetivo aumentar a potência e o torque do motor, mas eles seguem caminhos diferentes para alcançar esse objetivo. Neste artigo, vamos explorar as diferenças entre essas duas técnicas de aprimoramento automotivo, ajudando você a entender qual delas pode ser a melhor escolha para o seu veículo.

O que é Remap?

O remapeamento, também conhecido como chip tuning, é um processo que envolve a reprogramação da ECU (Unidade de Controle Eletrônico) do veículo. A ECU controla uma série de parâmetros do motor, como injeção de combustível, ignição, pressão do turbo e limites de velocidade. O objetivo do remapeamento é ajustar esses parâmetros para otimizar o desempenho do veículo.

Vantagens do Remap:

  1. Customização Total: O remap permite um alto nível de personalização, pois os técnicos podem ajustar cada parâmetro individualmente para atender às necessidades do veículo e do motorista.

  2. Desempenho Otimizado: Quando feito corretamente, o remap pode melhorar significativamente a potência e o torque do motor, proporcionando uma experiência de condução mais emocionante.

  3. Aprimoramentos Duradouros: O remap é uma modificação permanente, o que significa que os benefícios são duradouros, a menos que você opte por reverter o processo.

O que é um Sistema Piggyback?

Um sistema piggyback é um dispositivo externo que é conectado ao sistema de controle do veículo, mas não faz alterações diretas na ECU. Ele trabalha interceptando sinais da ECU e fazendo ajustes antes que cheguem aos componentes do motor.

Vantagens do Sistema Piggyback:

  1. Instalação Fácil e Reversível: Os sistemas piggyback são fáceis de instalar e, em geral, não requerem modificações permanentes no veículo. Eles podem ser facilmente removidos se necessário.

  2. Variedade de Ajustes: Muitos sistemas piggyback oferecem uma variedade de ajustes que permitem ao motorista personalizar o desempenho do veículo.

  3. Menor Risco de Danos: Como os sistemas piggyback não fazem alterações diretas na ECU, há menos risco de danificar o motor ou a garantia do veículo.

Comparando Remap e Piggyback:

  • Personalização: O remap oferece maior personalização, permitindo ajustes precisos de parâmetros individuais. Os sistemas piggyback oferecem alguma personalização, mas em um nível mais limitado.

  • Desempenho: Quando se trata de aumento de desempenho, o remap tende a oferecer resultados mais significativos. No entanto, sistemas piggyback podem proporcionar melhorias notáveis.

  • Reversibilidade: Os sistemas piggyback são facilmente removíveis, enquanto o remap é uma modificação permanente, a menos que seja reprogramado.

  • Riscos Potenciais: O remap pode anular a garantia do veículo e apresenta riscos devido a modificações diretas na ECU. Sistemas piggyback são menos arriscados nesse sentido.


A escolha entre remap e sistema piggyback depende de suas necessidades e preferências pessoais. Se você busca a máxima personalização e está disposto a aceitar algumas modificações permanentes, o remap pode ser a escolha certa. Por outro lado, se deseja uma melhoria de desempenho mais fácil de instalar e potencialmente reversível, um sistema piggyback pode ser a opção ideal. Independentemente da sua escolha, é fundamental contar com um profissional qualificado e experiente para realizar qualquer modificação em seu veículo. Lembre-se também de que, em algumas jurisdições, modificações no motor podem ter implicações legais, portanto, verifique as regulamentações locais antes de prosseguir com qualquer alteração.

27 visualizações0 comentário

Comments


Se inscreva para ficar por dentro das novidades.

Contato

Contato