top of page

A Alpine revela esportivo com motor turbo a hidrogênio


Enquanto muitas montadoras estão explorando alternativas aos combustíveis fósseis, a Alpine, subsidiária de desempenho da Renault, está apostando no potencial do hidrogênio como combustível para motores de combustão interna. O mais recente fruto de sua pesquisa é o Alpenglow Hy4, um esportivo que incorpora um motor turbo alimentado por hidrogênio.



Derivado do conceito estático Alpenglow 2022, o Hy4 é mais do que apenas uma visão; é um protótipo funcional. Sob o capô, abriga um motor de quatro cilindros capaz de gerar 240 cv, girando a 7.000 rpm. Este motor é abastecido por três tanques de hidrogênio, cada um armazenando 2 kg de hidrogênio a uma pressão de 700 bar. A potência é transmitida às rodas através de uma transmissão sequencial.


Para aqueles que anseiam por mais potência, a Alpine tem boas notícias. Um V6, desenvolvido internamente e otimizado para uso com hidrogênio, está em desenvolvimento, prometendo uma experiência de condução ainda mais emocionante. Este novo motor pode alimentar uma variante futura do Alpenglow, possivelmente chamada de Hy6, que deve chegar ao mercado até o final de 2024.


O Alpenglow Hy4 fará sua estreia oficial amanhã (11) durante a corrida de resistência de seis horas em Spa-Francorchamps, na Bélgica, como parte da temporada 2024 do FIA WEC. Posteriormente, o carro seguirá para a França, onde competirá nas 24 Horas de Le Mans, agendadas para os dias 14 e 15 de junho.


Apesar de ser um veículo de pista, a Alpine acredita que a tecnologia por trás do motor turbo a hidrogênio também pode ser aplicada em modelos de rua, oferecendo uma solução promissora para a mobilidade sustentável.


Embora a ideia de adaptar motores de combustão para funcionar com hidrogênio possa parecer inovadora, não é uma novidade absoluta. A BMW, por exemplo, já explorou essa tecnologia com um Série 7 V-12 movido a hidrogênio em 2005. E, retrocedendo ainda mais no tempo, a montadora alemã desenvolveu um Série 5 (E12) capaz de utilizar hidrogênio líquido no final da década de 1970, como ilustrado pelo modelo 520h em um vídeo do BMW Group Classic.


3 visualizações0 comentário

Comments


Se inscreva para ficar por dentro das novidades.